domingo, 28 de janeiro de 2018

Religião não define caráter

A intolerância religiosa existe porque as pessoas julgam e criticam sem conhecer...Antes de conhecer o candomblé ouvi muitas pessoas falando mal,dizendo que estragam sua cabeça,que seus guias de umbanda vão embora e etc.
Conheci porque tive muita cobrança e quanta desinformação das pessoas descobri!
Espalhar e falar mal do que não se conhece é anti ético,convém estudar,se certificar!
Ontem uma vizinha alertou uma conhecida dizendo que eu sou de candomblé,pra ter cuidado....Vi o quanto sou evoluída espiritualmente quando nem me abalei,fico indignada por alguém querer me julgar pela religião quando é de igreja e com essa atitude mostrou algo tão diferente do que Cristo sempre pregou...
Maledicência;fofoca e muito preconceito!Que Deus a julgue mas o motivo do post é porque sei que todos nós adeptos passamos por isso em algum momento de nossas vidas...
Não esconda seus fios de conta,use branco sim!!Assuma aquilo que acredita,vamos tee orgulho dos nossos orixás e guias de luz!
Sou sim de orixá,comecei na umbanda muito cedo e nunca julguei ninguém pela religião;isso é triste porém a minha evolução espiritual hoje me ensinou realmente a jamais entrar em discussões desnecessárias,a melhor resposta para o ignorante ainda é o silêncio!
Assumo e nunca escondi minha fé e jamais o farei pois ela, além de me sustentar de pé,também ajuda a levantar muita gente!

Um forte abraço e axé!

Renata da Cigana Morgana

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Como se comporta um guia ou entidade de luz?



Tenho alguns questionamentos no blog onde entidades espirituais gritam,brigam,dizem não querer ir pro Centro,machucam os médiuns...isso não é uma entidade espiritual!
Talvez um obcessor mas a entidade não se comporta assim....e se por acaso acontecer,é alguma coisa"muito "errada feita pelo médium,não na vida pessoal mas na espiritual.
Entidade orienta nas não se mete na vida do médium...não existe se ela namorar fulano vou machucar ela,não gosto do companheiro ou companheira então não vão ficar juntos ou não quero que ela faça isso ou aquilo...
A entidade pode sim opinar nunca punir...temos livre arbítrio porém espiritualmente "não"podemos fazer oque quisermos,pois seremos cobrados!
Certas coisas ocorrem porque o médium desrespeita a religião ou o guia mas vida pessoal NÃO!
Uma leitora disse que a cigana dela fez ela quebrar o pé....porém ela nem trabalha espiritualmente e nem gosta....porém nada justifica...disse sim e repito não foi a cigana!
Muito triste ver pessoas usando auto sugestão...fingindo pra desagradar ou agradar ao outro mas isso acontece...o guia simplesmente se afasta dando lugar a esses obcessores...por isso é importante se comportar de acordo,tomar banhos,acender velas e ter respeito pelo espiritual.
Essa estória de quando bebo meu exú vem é outra mentira,há pessoas que quando em desequilibrio espiritual realmente a entidade "encosta"quando bebem mas incorporar não...e se acontecer é uma incorporação sugestiva nunca verdadeira,essas pessoas que não assumem oque fazem e depois alegam estar com exu ou pomba gira para aparecer!Se ocorrer essa entidade está agindo negativamente para punir o médium e essa pessoa deve urgentemente procurar ajuda!
Acredite você pode e deve colocar a entidade no lugar dela,não permita que te manipulem ou  te ofendam alegando estar incorporada.
A religião é sim algo muito sério e precisa ser tratato como tal!
Quando você não trabalha só vai receber para que seja cobrada a colocação da roupa,isso quem nunca trabalhou,afinal existe sim a necessidade do desenvolvimento e aprendizado.
Eu nunca precisei desenvolver mas só recebi quando fui num Centro,passava mal sim mas fiz o certo,fui ao centro e lá foi cobrado isso..colocar roupa,oque fiz na semana seguinte.
Se você só recebe fora do Centro há algo errado,o espiritual existe para que se preste a caridade,guias não são brinquedos e muito menos algo para usar como e quando bem entender,por isso se vê tanta coisa errada!
Vejo pessoas que nunca trabalharam "receber"em casa e no Centro nem se tremer...como assim?Simplesmente não recebe nada,pensa ou finge...infelizmente!
Procure guias de luz e não esses obcessores que falam oque você quer ouvir e prometem qualquer coisa por dinheiro!


Um forte abraço e axé!
Renata da Cigana Morgana

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Trabalho espiritual para inicio do ano

Primeiro mês do ano e como o ano começa numa segunda vamos saudar exú!
Na segunda feira vela,padê de dendê;charuto e uma cachaça num encruzo pedindo a exú para abrir caminhos....Esse agrado também pode ser feito numa praia,estrada,e se você sabe que seu exú é de cemitério também pode ser lá...Antes convém tomar um banho de aroeira,abre caminho,e se tiver fios de conta antes de ir para o cemitério coloque-os!
Dia primeiro também não esquecer de soprar de fora para dentro de casa canela em pó...pedindo fartura  e dinheiro ao povo cigano!
Na primeira segunda feira você também pode agradar sua pomba gira com champanhe;rosas,cigarro...se for uma cigana coloque frutas,incenso,velas e amarre 7 fitas na cesta onde vai colocar as frutas.
Na terça acenda uma vela para Ogun se oque você mais precisa é ter  caminhos,abra para ele uma cerveja e coloque um charuto acendendo também uma vela...Mas se é justiça oque te falta quarta agrade Xangô com uma cerveja preta e charuto numa pedreira,pedindo com fé!Se souber e puder faça um agebó com 6 ou 12 quiabos cortados em rodelas numa gamela.Coloque água comum e água de flores de laranjeira e vá misturando com as mãos.
No dia 20 é dia de caboclo e eles adoram frutas;vinho,milho assado,carne assada,charuto,vela verde...
Vá numa mata e ofereça para seu caboclo ou cabocla mas se não sabe qual oferecer assim mesmo,basta firmar o pensamento!
Antes desse ano acabar tome um banho com folhas de louro,cravo e canela em pau,coloque tambem açucar e a borra desse banho você deve colocar aos pés de uma árvore frondosa!
Tudo vai depender da sua fé...ela faz sim toda a diferença,não basta tomar banho e agradar tem que acreditar!!
Fazer por fazer não vai mudar em nada sua vida e seu caminho...tudo que é feito com amor e com o coração é bem recebido...
É de amor que o mundo precisa....vamos vibrar nessa energia positiva para que as coisas mudem em 2018!
Não inveje ou critique quem faz,faça sua parte e verás que também é capaz!
O amor pelo espiritual é grande e forte em mim porque vivo,sinto e principalmente tenho a mania boa de querer o bem de todos...nunca torça contra ninguém...esteja sempre a favor de você!!E tenha fé!
Mudar,pedir perdão,não é vergonha!Vergonha é se achar perfeito!

Agrado para Exú

um padê de dendê,7 moedas,7 charutos,pimenta da costa;cebola,bife frito no dendê e cachaça.


As moedas antes passe no corpo e coloque arrumada sobre o padê,o bife por cima do padê com as cebolas em rodelas em cima.
Peça a exú caminho,dinheiro e movimento!
Se você tem medo,e insegurança mais um motivo para fazer esse teabalho e pedir as boas energias de exú!
Assopre a pimenta sobre o trabalho e acenda um charuto e peça!
Os outros só arrume ou acenda se quiser!

Você também pode oferecer frutas se achar mais fácil e fazer um padê com farinha de mesa e cachaça e farinha de nesa com dendê colocando metade de cada no alguidar.
Ha muitos trabalhos porém a postagem ficaria muito grande,falei do bá
sico porque muitas pessoas leigas acompanham o blog e nuitas buscam na internet e acabam caindo em contos e golpes de falsos pais e mães de santo.
Você pode sim se ajudar e as energias espirituais do bem vão se conectar com
você!


Um forte abraço e axé!

Renata da Cigana Morgana

domingo, 29 de outubro de 2017

Nem tudo é culpa de feitiço

Muitas vezes quando se vai a um Centro se escuta aquela mesma frase:estão fazendo mal para você tem alguém te jogando "macumba"....etc
Cuidado com isso!Nem toda ex mulher faz feitiço para a  atual,isso é algo que muito se fala mas pouco se prova!Se o seu marido saiu de casa,não significa que é culpa da amante que fez feitiço...Relacionamentos acabam!
Não acreditem naquilo que é mais cômodo,nem sempre o feitiço é culpado e nem sempre a culpa é dessa ou daquela pessoa.
Muitos têm problema para assumir os erros e perdas e querem uma razão para culpar o outro pelos seus fracassos.
Parem de julgar sem prova,já ouvi tantos absurdos e fico perplexa com a facilidade que as pessoas têm em apontar o outro...
Já vi muitas pessoas terminarem amizades por conta de inverdades ditas por pessoas que acredito e prefiro acreditar que não estavam incorporadas.
A entidade pode sim dizer que não sabe quem fez ao invés de culpar sempre a pessoa mais óbvia e dizer também que oque atrapalha não é feitiço,mas o  resultado das suas próprias atitudes e escolhas!

Um forte abraço e axé!

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Não confunda umbanda com amarrações e feitiços para o mal!

Infelizmente a visão errônea que as pessoas têm da religião é por culpa dos próprios adeptos.
A nossa religião é muito rica para se restringir a feitiços para amarração e para fazer o mal por vingança.Entrei num grupo e me deparei com pessoas oferecendo amarrações e feitiços para o mal.
Com certeza essas pessoas que anunciam estão mais atrás de dinheiro do que realmente  ajudar...Pois a maioria delas nada mais é do que "curiosa"e não pessoas sérias e realmente iniciadas no Candomblé e na umbanda!..E tristemente o número de pessoas que procuram é enorme.
As pessoas que procuram não são espíritas,acredito que entre elas exista até as que se dizem evangélicas porém estão alí buscando o mal e depois quando nào conseguirem o amor de volta ou ver seu desafeto "sofrer"irão falar mal da religião,e ir para a igreja dizendo que nossa religião é do mal...
Nunca esqueça que amarração é unir aquilo que não quer estar junto...ou não tem que estar portanto você desequilibra dois kamas,dois anjos de guarda e não haverá felicidade nessa união.
Quanto aos feitiços para destruir esses ainda são piores....como pode alguém se sentir confortável sabendo ser o causador da desgraça do outro?
Quando perguntam quem sabe feitiço para destruir aparecem várias pessoas....
Num grupo de troca de feitiço porque não buscar meios de um emprego,prosperidade,ter uma casa,enfim coisas "boas!
Não somos Deus para punir,muitos que dizem que foram vítimas fizeram e muito por merecer,e muitos que se dizem inocentes são malvados e fazem o mal sem pena!
Digo e repito:se plantares colherá!É se você tem guias e entidades de luz e se une às trevas para fazer o mal com o tempo perderá os guias do bem e a capacidade de ajudar ao próximo!
Infelizmente é isso  que faz com que a religião seja mal vista e falada,pois conheço ex frequentadores que após virar evangélicos, falam como se já tivessem até matado na religião quando sei bem que isso nunca ocorreu,que tal pessoa mal desenvolveu os guias....
Melhor que amarrar alguém é encontrar quem realmente te queira bem...
E destruir,atrapalhar a vida do outro não o faça...pois estará simplesmente plantando uma árvore que não te dará sombra nem frutos ao contrário,cairá sobre sua própria cabeça!
A religião existe para você buscar e dar equilíbrio na vida,sua e daqueles que buscam seu auxilio,para isso somos espíritas !Agradeço a Deus e a minha cigana Morgana por saber desempenhar muito bem o meu papel!

Um grande abraço e axé!

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Candomblé e umbanda e homosexualismo

Com a homofobia sendo crime muito se fala hoje nesse tema mas a minha abordagem é puramente religiosa.
Quando falam em homens em Candomblé logo se pensa na questão da opção sexual.
Sempre que ouvimos que A ou B é pai de santo a primeira pergunta que se faz é se é gay.Parece preconceito mas não é pois a maioria deles realmente é sim homossexual.
Porque isso acontece?Eu acredito que o principal motivo seja a aceitação uma vez que teoricamente na religião evangélica não tem gay,se tem não pode se assumir sendo assim logicamente eles não estarão lá...e se na umbanda e no Candomblé isso não acontece com certeza eles buscam o sagrado na religião que os aceita.
Um erro que nunca podemos ter é achar que a umbanda ou o Candomblé vai interferir na sexualidade de alguém por favor não faço isso!Quando meu filho fez santo aos 6 anos por "cobrança"ouvi a frase ele vai virar gay!Ignorância...a religião não torna ninguém gay,ou lésbica.
Ele tem 11 anos hoje e nenhuma predisposição a gay,ainda uma criança mas mostra interesse por meninas,até um pouco precoce...
Se ele fosse gay a culpa não seria da religião...nunca permitam que esse pensamento ganhe força nem na sua mente ou na de qualquer outra pessoa.
Na umbanda sei que é menor esse pensamento,mas ainda assim uma leitora perguntou se viraria sapatão por receber pomba gira pois tinha ouvido falar...
Fiquei preocupada...por favor a religião é fonte de luz,conhecimento e trará coisas boas para a sua vida...nunca a culpe ou julgue por aflorar ou causar algum tipo de mudança no seu comportamento sexual.
Parece que as pessoas sempre buscam motivo para não entrar,se bloqueiam de viver o sagrado.
Conheço muitos homens no candomblé heteros e também gas mas a culpa não é da religião!
Já somos acusados de ser tanta coisa,dizem que só fazemos o mal,quando o mal se faz até com o pensamento...Não vamos agora dizer que somos também responsáveis por tornar alguém gay!
Quantos gays e lésbicas eu conheço e creio que você também que nunca sequer foi num terreiro?

Um forte abraço e axé!

Renata da Cigana Morgana






domingo, 23 de abril de 2017

Candomblé é melhor que umbanda?

Não.O Candomblé é diferente de umbanda.
Em primeiro lugar no Candomblé a nossa descoberta é muito pessoal,exceto para os que precisam realmente ter dentro da religião um cargo de pai ou mãe de santo,ou ekedi e assim precisam dar continuidade pois com a sua missão fazem caridade no terreiro,principalmente a mãe de santo.
Todos no Candomblé trabalham para o.bem comum,preparando ebós,e também cuidando dos seus orixás mas a umbanda trabalha com consultas,passes e sessões para caridade.
Na umbanda todo chamado implica em fazer a caridade,pois esse é o princípio da Umbanda.
Claro que o Candomblé também ajuda ao próximo,mas as mães e pais de santo cobram,oque na umbanda nem sempre acontece.É para ajudar precisam"olhar"os búzios para saber o que a pessoa precisa.
E se os trabalhos são pagos não é tudo caridade.
Quando você faz o seu orixá no Candomblé ele está cobrando,se você fizer e der suas obrigações sem se aprofundar ou exercer cargo você pode ser um filho de santo sem fazer caridade.Porém você tem essa necessidade e precisa fazer o orixá para equilibrar sua vida.Ou seja é algo pessoal.
Mas se quiser pode sim ajudar,pois há e para tudo porém poucos fazem sem cobrar.
Não condeno pois se você pagou para ser feito e para jogar você tem o direito de cobrar;tudo é caro na religião.
A ajuda vem sim mas não são todos os adeptos que se doam,já na umbanda tem que se doar,caso contrário estará ferindo o princípio da Umbanda,que é a caridade.
O Candomblé nos ajuda com ebós,são trabalhos feitos para muitas finalidades já na umbanda geralmente são banhos,passes e trabalhos diferentes dependendo da linha.
As vezes a entidade só promete ajudar no astral,sem passar trabalho para o consulente.
a umbanda as entidades já tiveram vida e falam,no Candomblé não falam e embora tenham lendas,são orixás,forças!
Resolvem de forma diferente os mesmos problemas,portanto ambas religiões podem nos dar aquilo que buscamos,desde que tenhamos fé.